13 de nov de 2013

PJe CSJT passa admitir petições em PDF

Boa notícia para a advocacia, o CSJT atendendo pedido da OAB, determinou que o sistema do Pje CSJT passe a admitir petições iniciais e intermediárias em formato PDF.

O sistema só aceitava as petições se fossem feitas no próprio editor de texto do sistema ou copia e colado o texto de outro editor, como WORD, p.ex., sendo que, os documentos que acompanhavam as petições eram enviados em PDF.

Agora com a mudança, tanto as petições, como os documentos poderão ser enviados em PDF ao sistema do PJE CSJT.

PJe-JT passa a aceitar petições em formato PDF

  


A Justiça do Trabalho passará a aceitar que advogados façam o peticionamento no sistema Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) por meio de documentos em PDF. Essa era uma reivindicação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O envio de documentos em pdf facilita o trabalho dos advogados. Até agora, só era possível elaborar as petições diretamente no editor do sistema, não sendo possível a juntada das peças iniciais ou incidentais em arquivos no formato PDF.
A mudança foi autorizada em ato (CSJT.GP.SG Nº 423/2013) assinado nesta terça-feira (12) pelo presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), ministro Carlos Alberto Reis de Paula.
"O formato PDF (Portable Format Document) constitui padrão aberto e gratuito de arquivos apresentando compatibilidade com inúmeros softwares, sendo seu uso amplamente difundido no intercâmbio virtual de documentos", diz o juiz responsável pela gestão do PJe-JT, José Hortêncio Junior.
Ainda de acordo com o ato, os arquivos em formato PDF podem ser gerados a partir dos próprios editores de texto (word, BROffice, etc), observando-se o padrão PDF-A e as especificações do artigo 12, inciso I, da Resolução nº 94, de 30 de agosto de 2012, do Conselho Superior da Justiça do Trabalho, não sendo possível a juntada em pdf gerado a partir de imagens.  A resolução entrará em vigor 15 dias após a sua publicação.
   Inscrição no Canal Youtube do TST

Nenhum comentário:

Postar um comentário